Suco natural x Suco artificial

A decisão de adotar um estilo de vida que priorize a ingestão de poucas calorias faz com que muitas pessoas fiquem na dúvida do que consumir, do que deixar de consumir e, até mesmo, leva a cometar alguns erros “nutricionais”.

A arte de fazer sucos está incorporada há muitos anos na vida do homem. Seja como acompanhamento do pão quentinho no café da manhã, seja como principal item no lanche da tarde, os sucos foram modificados ao longo dos anos para facilitar a vida das pessoas.

Para obter o suco de laranja já não bastava apenas comprar o espremedor para espremer a fruta e saborear um suco rápido – desenvolveram primeiro o suco pronto embalado em caixinhas longa vida e, depois, os sucos artificiais, normalmente um pó que é facilmente dissolvido na água e já está pronto para tomar. Mas será que esses sucos são semelhantes quando comparados ao suco de fruta feito na hora?

Natural x Artificial

A indústria alimentícia é responsável por transformar certas “dificuldades” do dia a dia em praticidade e foi isso que ocorreu com os sucos artificiais. No entanto, nem tudo o que parece ser algo é aquilo de verdade. Suco em pó (ou pó para refresco, segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária – ANVISA), contém acidulantes, aromatizantes, conservantes, corantes e adoçantes e quase nada da fruta estampada no rótulo. Engana-se quem acredita estar consumindo o alimento através suco de pozinho – cerca de 1% apenas corresponde à polpa da fruta. Tudo é feito para ficar parecido (pelo menos na cor) com um suco natural.

As substâncias contidas nesses produtos podem causar reações alérgicas e/ou intolerâncias em indivíduos predispostos e trazer quase nenhum benefício nutricional. E por que são permitidos no mercado? Os produtos industrializados regulamentados pela ANVISA podem apresentar as substâncias citadas, porém sempre até um limite de concentração. O correto é evitar ao máximo o consumo de tais produtos, mas não é o que vemos na realidade.

Sucos de frutas feitos na hora são garantia da ingestão de vitaminas, minerais e, dependendo da fruta, de mais ou menos carboidratos. Caso você seja diabético, é importante consultar um nutricionista para que ele insira o suco, se necessário, nos melhores momentos do seu dia.

Diferença no sabor

Basta observar que indivíduos com hábito de consumir sucos industrializados, têm (ou terão) dificuldades em trocá-los por sucos naturais sem adição de açúcar. Néctares, por exemplo, consistem em quase 50% de sacarose e o restante é uma mistura de água e suco da fruta. É fácil entender porque crianças se sentem muito mais atraídas por esses produtos, uma vez que elas têm a tendência de preferir o sabor mais doce. E uma criança habituada a esse paladar certamente se tornará um adulto que também vai preferir bebidas adoçadas.

É interessante frisar que não é proibido utilizar o açúcar, apenas que ele deve ser usado com moderação. O que ocorre com muita frequência é a substituição de água e sucos naturais sem adição de açúcar por sucos com grandes quantidades do adoçante. E o que seria uma grande quantidade de açúcar em suco natural? Além da adição feita pela própria indústria, quase sempre alta, em casa uma colher de sopa cheia já pode ser considerada um excesso.

Composição nutricional

Suco natural

As concentrações de alguns nutrientes em um suco de laranja feito na hora, por exemplo, são semelhantes quando ingerimos a fruta in natura. A quantidade de magnésio presente em um copo (200ml) de suco de laranja pera é de 16mg, enquanto que de vitamina C é de 150mg (um pouquinho a mais do que na fruta mesmo). Potássio e fósforo podem chegar a 300mg e 30mg por copo, respectivamente. O nutriente que muda nesses casos é a fibra alimentar, que é modificada quando esprememos a laranja e quase não está presente no suco. Como melhorar essa parte? Acrescentando farelos de aveia ou amaranto, por exemplo.

Suco artificial

Os sucos industrializados, por apresentarem em sua composição conservantes e corantes, devem ser evitados por pessoas alérgicas a essas substâncias. Além disso, a composição é bem diferente do suco natural. Basta ler os ingredientes no rótulo do produto para termos uma ideia do que estamos consumindo: açúcar, citrato de sódio, fosfato tricálcico, aspartame, ciclamato de sódio, acessulfame de sódio, sacarina sódica, aromas sintéticos, corantes, etc. Se você reparar, pode apresentar minerais como o ferro ou vitaminas A e C, porém são nutrientes adicionados e não presentes naturalmente no produto, ou seja, não necessariamente você vai absorvê-los.

Benefícios para a saúde

Alimentos in natura, na quantidade certa e específica para cada um, sempre são as melhores opções para garantir os nutrientes por completo. Os processos na industrialização de alimentos, como o suco de caixinha ou em pó, não garantem que você vai receber os nutrientes que precisa. Ao optar pelos sucos feitos na hora, você notará a beleza de sua pele, unhas e cabelos, o fortalecimento do sistema imunológico, garantia de energia e bem estar, entre outros benefícios. Dê preferência aos sucos naturais, principalmente aqueles de frutas misturados com vegetais. Sempre que tiver dúvidas, procure um nutricionista, pois ele pode lhe auxiliar na elaboração de hábitos diários adequados para você, garantindo uma alimentação saudável e equilibrada.

Quer ver mais dicas de saúde alimentar? Acesse nosso blog e informe-se!

Anúncios

3 comentários sobre “Suco natural x Suco artificial

Faça um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s