Mitos e verdades da comida japonesa

Quem gosta de manter a saúde em dia precisa saber quais são os reais efeitos dos alimentos no organismo. Muito se fala sobre a comida japonesa, mas o que tem de verdade no que é dito sobre o assunto? Será que os famosos peixes crus, tão apreciados pelos fãs de um bom sushi, fazem bem à saúde ou é melhor que eles sejam consumidos com bastante moderação? Saiba mais sobre essa popular culinária nos próximos tópicos!

Comida japonesa: verdades e mitos

Molho shoyo faz mal

De fato, é preciso consumir este molho com moderação. O shoyo, ingrediente que ajuda a dar sabor ao sushi, é rico em sódio, substância que, em excesso, faz mal à saúde. Quando há muito sódio no organismo, o corpo começa a aumentar a retenção de líquidos, o que faz com que a quantidade de sangue nas artérias aumente e pode levar à pressão alta, obesidade e dor de cabeça.

Toda comida japonesa é leve e faz bem a dieta

Nem toda. O salmão, por exemplo, é um alimento bastante calórico: cerca de 200 calorias a cada 150 gramas de peixe. Quem prefere os sushis quentes também deve prestar atenção: o hot roll, o rolinho primavera e o tempurá são exemplos de alimentos que devem ser consumidos aos poucos, porque são fritos. Além de prejudicar a dieta, a gordura presente nesses alimentos entope as artérias!

Salmão faz bem para a saúde

Verdade! Apesar de apresentar uma quantidade alta de calorias, o salmão é rico em ômega-3. Esse é um ácido graxo presente nos peixes que faz muito bem para o corpo humano. É um conhecido antioxidante que, além de ser um anti-inflamatório natural, ajuda a manter o colesterol do organismo controlado e a manter o coração saudável.

As versões filadélfia devem ser evitadas por quem está de dieta

Verdade. Os temakis, uramakis e hossomakis filadélfia são aqueles que levam alga, arroz, salmão e cream cheese em sua receita. Nas receitas japonesas, é utilizado açúcar no preparo do arroz. Além disso, o cream cheese faz com que estes alimentos sejam ainda mais calóricos e ricos em gordura, o que prejudica a saúde do organismo. Portanto, estes são tipos de sushis que devem ser evitados.

É preciso tomar cuidado com o consumo do Shimeji

Na verdade, não. Esta é uma opção encontrada nos restaurantes japoneses que pode ser consumida em boa quantidade. O shimeji é uma espécie de cogumelo preparado na manteiga rico em vitamina B12, que traz muitos benefícios para a saúde. É uma substância essencial, por exemplo, para a formação das hemácias e do sistema nervoso central, combate a anemia e previne o encolhimento do cérebro.

Quais são os seus alimentos favoritos da gastronomia japonesa? Conte nos comentários!

Anúncios

Um comentário sobre “Mitos e verdades da comida japonesa

Faça um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s