Cortisol e seu efeito no ganho de peso

Cortisol é um hormônio produzido pelas glândulas suprarrenais e serve para ajudar o organismo a controlar o estresse, reduzir inflamações, contribuir para o funcionamento do sistema imune e manter os níveis de açúcar no sangue constantes, assim como a pressão arterial.

Porém, estresse é o gatilho mais comum documento de compulsão alimentar.

Estudos sugerem uma ligação entre a obesidade central, marcado por gordura abdominal e proporção cintura-quadril elevada e níveis elevados de cortisol.

Um estudo examinou 59 mulheres pré-menopausas saudáveis, dos quais 30 demonstraram distribuição de gordura central determinada por uma relação elevada cintura-quadril, e 29 das quais não o tinham.
Todas as 59 mulheres participaram em três sessões de desafios psicossociais em quatro dias consecutivos para avaliar e medir sua reação ao estresse. As mulheres com maior proporção cintura-quadril experimentaram os desafios do teste como mais ameaçador, pensaram mais mal sobre si próprias, e relataram mais estresse crônico. Essas mulheres também secretaram mais cortisol do que as mulheres com menor relação cintura-quadril.

Os pesquisadores observaram que a distribuição de gordura central estava relacionada a uma maior vulnerabilidade psicológica ao estresse e reatividade ao cortisol. Além disso, o stress induzido por secreção de cortisol pode contribuir para a gordura central.

No estudo citado abaixo pesquisadores examinaram a relação entre os níveis de estresse, o cortisol e a obesidade abdominal em 22 mulheres obesas, 11 das quais tinham um transtorno de compulsão alimentar. Foi encontrada uma correlação positiva entre a elevação do estresse, níveis de cortisol e de obesidade central, acrescentando que eixo HPA hiperativo, devido ao estresse aumenta o cortisol, que pode contribuir para a compulsão alimentar e obesidade abdominal.

O outro estudo encontrou níveis basais aumentados de cortisol em pessoas com bulimia nervosa.

Após estresse, níveis aumentados de cortisol foram associados com aumento da ingestão calórica em mulheres saudáveis.

Claramente há uma relação dos níveis de cortisol aumentado com obesidade, sendo a modulação do estresse uma boa estratégia para controle do peso e conpulsão alimentar.

Daiana Souza Maeda
Nutricionista Funcional e Esportiva

Instagram: @nutri.maeda

 

Fonte: Gluck ME, Geliebter A, Lorence M. Cortisol stress response is positively correlated with central obesity in obese women with binge eating disorder (BED) before and after cognitive-behavioral treatment. Ann NY Acad Sci. 2004 Dec;1032:202-7.

Cortisol, hunger, and desire to binge eat following a cold stress test in obese women with binge eating disorder.

 

Anúncios

Faça um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s