Como aumentar a adesão dos pacientes ao plano alimentar?

A cada dia aumenta a preocupação da população com saúde e qualidade de vida. Assim, há também maior busca por nutricionistas e informações sobre uma alimentação equilibrada. Mas, infelizmente, isso não quer dizer que todos aqueles que buscam ajuda profissional seguirão necessariamente as orientações dadas pelo nutricionista. 

Esse comportamento, além de comprometer os resultados, provoca frustrações em ambas as partes. Afinal, é necessário comprometimento tanto do nutri quanto do paciente para que os objetivos sejam alcançados. Pensando nesse desafio, listamos algumas dicas que podem ajudar a aumentar a adesão dos pacientes ao plano alimentar. Confira: 

1. Escuta atenciosa às necessidades do paciente 

Engana-se quem acha que o trabalho do nutri começa e termina no plano alimentar. Para poder elaborar uma boa dieta, é necessário, além das qualificações, uma escuta empática e atenciosa. 

Graças à tecnologia, isso pode começar muito antes do momento no consultório. Existem ferramentas, como o Questionário Pré Consulta, que permitem que o nutri otimize o tempo e deixa a anamnese mais objetiva. Ele nada mais é que um formulário em que o nutricionista envia perguntas como histórico, patologias, objetivos, comportamentos alimentares e necessidades para que o paciente preencha antes da visita. 

Assim, o nutri já terá riqueza de informações no momento da consulta, que será muito mais proveitosa com tudo isso em mãos. Poderá se dedicar totalmente a ouvir as dores, necessidades e desejos do paciente e indicar a melhor forma para que tudo isso seja possível. 

2. Apresente informações e orientações claras

O que pode parecer muito óbvio para o nutricionista, muitas vezes causa confusão nos pacientes. Por isso, não adianta passar orientações que podem mudar a vida da pessoa, sem explicar de forma acessível os porquês. Afinal, as chances de que ele cumpra o plano alimentar e transforme a relação com a alimentação será muito maior se entender e aceitar os motivos pelos quais está fazendo isso, certo? 

Por exemplo, o cliente precisa perder peso e a sua recomendação é fazer um número maior de refeições. Para um leigo ou até mesmo para os pacientes que já chegam no consultório depois de vastas pesquisas na internet, essa informação pode parecer estranha. Aí cabe ao nutri explicar que um número maior de refeições, distribuindo as porções, pode ser mais indicado ao caso, trazer benefícios ao organismo, prevenir exageros e compulsões, entre outros motivos. Lembre-se também de usar uma linguagem clara, descomplicada e evitar muitos jargões técnicos. Em suma, o mais importante é que fique bem transparente porque você optou por determinada estratégia e como isso é essencial para os resultados. 

3. Crie planos alimentares realistas

Com certeza este é um dos fatores que mais desanimam os pacientes: uma dieta fora da realidade dele, seja pelo lado financeiro, encontrabilidade dos produtos e também as preferências alimentares. 

Mesmo que certos alimentos devam sim ser incluídos na rotina dos pacientes, é importante entender que alguns itens possam intimidar um cliente num primeiro momento. Da mesma forma, não adianta fazer uma palestra sobre os benefícios de um certo ingrediente que o paciente não goste de jeito nenhum. 

Por isso, é super importante fazer uma avaliação aprofundada e realista da alimentação do cliente. Já no questionário pré-consulta, você pode pedir que o paciente faça uma lista dos alimentos que ele gosta e aqueles que realmente não consome. Ah, e não esqueça de questionar sobre alergias e intolerâncias alimentares. 

Com essas informações em mãos, fica muito mais fácil elaborar um plano bacana. Assim, aos poucos, você pode ir sugerindo coisas novas nas próximas consultas e adequar o plano alimentar.

4. Ofereça soluções que mantenham seu paciente motivado

Que tal usar do poder da tecnologia para manter seus pacientes fidelizados e realmente engajados com a transformação alimentar? Felizmente, existem diversas soluções que ajudam os nutricionistas a manterem os clientes próximos e motivados. Um exemplo disso são os softwares de nutrição que oferecem um aplicativo aos pacientes. Assim, os clientes conseguem ter o plano alimentar na palma da mão, via smarphone, além de uma série de vantagens como chat com o nutri, lista de compras, alerta de refeição, alerta de hidratação, gráficos para acompanhamento, opção de agendamento de consultas, entre outros. Leia nosso post e confira os benefícios do uso do aplicativo para pacientes

Vamos melhorar a adesão dos pacientes ao plano alimentar? 

Além de tudo isso, sempre que alcançar bons resultados, ainda que pequenos, comemore a conquista com o seu paciente, para que ele continue no rumo certo. Além de parabenizá-lo, mande mensagens de motivação e apresente novas receitas. Tudo isso ajuda a manter seu paciente próximo e confiante de que terá o seu suporte mesmo se houver pequenos deslizes ou dificuldades pelo caminho. 

Esperamos que as dicas sejam úteis e ajudem a tornar seu dia-a-dia mais produtivo. E se você busca soluções para o seu consultório de nutrição, conte com o Dietbox

Veja também o vídeo que a nutri Luiza Ferracini fez com dicas para aumentar a adesão dos pacientes ao plano alimentar.

Cadastre-se Grátis no Dietbox

Deixe uma resposta