Como fazer com que seus pacientes não desistam do acompanhamento?

É muito comum no ramo da Nutrição pacientes que comparecem à primeira consulta, recebem o plano alimentar e nunca mais retornam. Algumas pessoas acreditam que tendo o plano em mãos estarão com o sucesso garantido, e cabe a nós, nutris, mostrarmos que uma mudança de hábitos vai muito além somente do plano alimentar.

O ideal é que o nutricionista consiga tornar-se necessário no processo de mudança do paciente, pois é isso que fará com que ele retorne. “Vender seu peixe” pode parecer ruim quando estamos falando de saúde, mas é só assim que um profissional acaba com o consultório cheio e com lista de espera.

O encantamento do cliente começa no primeiro contato, na forma como o profissional ou recepcionista o abordam na marcação de consulta e com as instruções pré-consulta. É importante deixar claro para o paciente todas as regras da consulta e do acompanhamento, para que não haja surpresas ao longo do processo. Esse alinhamento de expectativa cria também confiança entre profissional e paciente, e faz com que ambos sintam-se a vontade.

Quando a primeira consulta termina, uma dica importante é já deixar a próxima marcada, pois isso gera um comprometimento com o paciente sobre o que foi combinado e ainda “parte do nutricionista” que esse retorno efetivamente seja realizado. Elabore uma forma de abrir a agenda e explique os motivos da data de marcação para esse próximo encontro.

Além de deixar marcado, pode-se estabelecer metas de uma consulta para a outra, que devem ser acordadas entre em dois e em que esses resultados devem ser apresentados no próximo encontro. Lembre-se que as metas são do paciente, e devem ser pensadas e aceitas por ele. Quanto mais fora da realidade do paciente elas forem, mais difícil será de ele segui-las e menor vai ser a chance de ele retornar ao consultório.

O momento em que o paciente sai da consulta também é importante. Não espere até a próxima consulta para verificar como foi o processo de adaptação, hoje existem ferramentas que permitem um contato direto entre paciente e profissional entre as consultas, então não deixe que seu paciente esqueça de você. Entender as demandas do cliente entre essas consultas, fazer ajustes no plano e tirar dúvidas fazem parte de atender o paciente como um todo. Além desse contato direto, também é possível disponibilizar alertas para que o paciente lembre de se alimentar, tomar água, entre outros, use e abuse da tecnologia.

O primeiro retorno do paciente ao consultório é um divisor de águas. É nesse momento em que vocês verão se as expectativas foram alinhadas lá no início do processo. Muitos profissionais tem dificuldade de criar conteúdo para o retorno e acabam ficando reféns da demanda do paciente. É por isso que o momento anterior (espaço entre as consultas) é tão importante, é nele que você entende a motivação do paciente e já sabe o que trazer ao retorno para encantá-lo ainda mais. Por exemplo: o paciente sentiu dificuldade com lanches, então por que não pesquisar algumas receitas de lanches e trazer como ideia para ele nesse momento? Ele verá que você realmente se interessou nas dificuldades e quer saná-las.

O nutricionista deve ter mapeado todas as etapas desse processo pelo menos até o primeiro retorno para não decepcionar seu paciente e saber o que esperar dele. O consultório não deixa de ser um empreendimento, e devemos tratá-lo como empresa, com tudo o que vem junto. O atendimento clínico é somente uma pequena parte disso tudo. Entender melhor tudo o que abrange ter um consultório aumenta as chances de sucesso, pois você saberá o que esperar de diversas situações e também entenderá melhor o seu paciente.

Cadastre-se Grátis no DietboxPowered by Rock Convert

 

Luiza Ferracini

Nutricionista do Dietbox

CRN2 12980

Mestre em Ciências da Saúde- UFCSPA

 

 

 

Deixe uma resposta