fbpx

Ebook: receitas de comfort foods

Você já ouviu falar nas comfort foods? O termo surgiu para designar aquelas comidas que nos trazem sensação de conforto, de aconchego e resgatam as memórias afetivas. Essas comidas, além de gostosas, estão relacionadas ao bem-estar.

Afinal, o que são comfort foods?

Comida não é só sobre nutrientes ou matar a fome. A gente sabe que os alimentos e o ritual em torno da alimentação têm um valor cultural, emocional e social importante.

Esse é o caso das então chamadas comfort foods, “comida de conforto” ou comida afetiva. São aqueles pratos que despertam emoções de aconchego e alegria, e nos remetem a momentos especiais — como passar as férias nas casas dos avós, aquela preguiça de um dia chuvoso, ou o almoço de família no natal.

Num mundo com rotinas tão aceleradas, essa tendência vem fazendo tanto sucesso justamente por ir na contramão dos fastfoods e resgatar a ideia de comer mais consciente, desfrutando de todos os aspectos que a comida tem a oferecer. São refeições mais saudáveis, feitas com carinho e ingredientes selecionados.

Comfort foods podem ser saudáveis?

Por muito tempo, comida saudável era considerada um sinônimo de comida sem graça. Mas a verdade é que comer bem pode sim ser muito gostoso e até mesmo prático. Não é preciso inventar nada mirabolante, é comida de verdade, simples, com muito sabor e alimentos de qualidade. Estamos falando, por exemplo, daquela sopinha gostosa, do purê de mandioquinha, de um chá aromático ou de um pãozinho saído direto do forno.

Que tal dar um basta na mecanização no preparo e no consumo de alimentos? Além de fazer escolhas mais inteligentes, comer rápido e de forma inconsciente também é super importante para a saúde. Começar pelas comfort foods, é uma forma de melhorar sua relação com a comida e entender de uma vez por todas que comida saudável pode ser muito saborosa.

Pensando nisso, convidamos nutricionistas da Dietbox, para dividir algumas receitas que unem saúde e sabor. Deu água na boca? Baixe nosso e-book gratuito de comfort foods de inverno que vão aquecer a sua rotina:

Quais as principais características do comfort food?

A verdade é que não existem regras muito delimitadas. Afinal, cada indivíduo tem suas próprias comfort foods, algo que tenha relação com as suas experiências de vida e memórias afetivas. Mas, de modo geral, podemos encaixar nessa categoria aqueles pratos que alimentar bem o corpo e alma.

Levando isso em conta, podemos dizer que uma das principais características do comfort food é que os preparos sejam derivados de comida caseira. Isso, pois a sensação dessas comidas é de que foram preparadas, com carinho, por alguém especial.

Outro aspecto importante é que essas delícias, embora sejam simples, são ricas em sabor, além de serem capazes de estimular boas sensações e memórias felizes.

Existem ainda outros pontos que ajudam a caracterizar as comfort foods:

  • Oferecer alívio e conforto emocional;
  • Associação a momentos em que a pessoa está estressada ou frágil emocionalmente, e utiliza a comida como um alívio;
  • Promove a conexão direta com grupos sociais ou eventos significativos. 
comfort foods comidas afetivas

Tipos de comidas afetivas

Alguns autores classificam as comfort foods nas quatro categorias a seguir:

  • Comidas nostálgicas: são aqueles pratos que remetem a um período, lugar ou pessoa importante na vida do indivíduo, como a infância, a pipoca do cinema, a comida da avó;
  • Comidas de indulgência: são aquelas em que a prioridade é obter prazer por meio de determinado alimento sem se preocupar tanto com os aspectos nutricionais e de saudabilidade. O chocolate é dos maiores exemplos, pois muita gente faz o consumo para sentir um conforto. Como muitas vezes são utilizados como medida compensatória ou associados a algum momento de fragilidade, podem causar sentimento posterior de culpa, principalmente quando consumidos com frequência ou em grandes quantidades.
  • Comidas de conveniência: sabe aquele dia que bate a preguiça e você prefere pedir um delivery? Essas são as comidas de conveniência, mais práticas e rápidas de serem consumidas. São exemplos também os industrializados ou congelados. Para evitar cair em ciladas, uma boa dica para quem recorre às comfort foods de conveniência é ter sempre uma opção saudável no congelador.
  • Comidas de conforto físico: aqui, estamos falando daqueles itens com componentes capazes de proporcionar sensação de prazer. O café é uma bebida que se encaixa nesse grupo, já que sua composição provoca calor e ânimo. Entram também na lista o álcool, energéticos e alimentos com alto índice de açúcar.

Comfort foods numa alimentação balanceada

Como você viu, comer bem vai além do consumo de alimentos adequados nutricionalmente, envolvendo outros aspectos importantes da alimentação, como o contexto cultural e emocional, por exemplo. É preciso estabelecer uma boa relação com a comida, com responsabilidade e consciência, mas sem culpa. Só assim ela será capaz de proporcionar saúde e bem-estar.

Mas lembre-se, embora as comfort foods sejam totalmente compatíveis com boa alimentação, descontar frustrações e problemas emocionais em comida não é um bom sinal. Se isso estiver se tornando um hábito, procure um profissional de nutrição de confiança para te ajudar a manter o equilíbrio.

Quer mais dicas de alimentação saudável? Acompanhe a Dietbox também no Instagram.

Deixe uma resposta