Enxaqueca: Como melhorar os sintomas com a Nutrição

A enxaqueca é uma doença neurológica crônica que apresenta diversos fatores etiológicos como: estresse, alterações hormonais, insônia, depressão, alimentos com grande potencial alergênico e deficiências nutricionais entre outros. Estudos demonstram que 65% dos casos de enxaqueca está associado com a alimentação inadequada.

Alguns alimentos podem ter efeito pró inflamatório no organismo, além de dificultarem a eliminação das toxinas acumuladas no nosso corpo causando a enxaqueca. Veja alguns alimentos que contêm Tiramina: essa amina pode levar a liberação de substância com efeito hipertensivo, causando ou agravando os quadros de enxaqueca.

  • Embutidos (salame, salsicha, linguiça, etc.), queijos amarelos, cerveja, chocolate, molho de soja, amendoim, etc.
  • Bebidas alcóolicas: principalmente cerveja e o vinho (rico em taninos que provocam a enxaqueca).
  • Alimentos fontes de cafeína é considerado uma substância estimulante e agravando no caso de enxaqueca, que muitas vezes é causado por oscilações na circulação sanguínea (vasoconstrição e vasodilatação). Alimentos fontes de cafeína: café, refrigerante a base de cola, chá preto, chocolate entre outros.
  • Aspartame, glutamato monossódico está presente principalmente nos temperos prontos, sopas industrializadas, etc. Frituras e excesso de gordura também é considerado um desencadeador da inflamação no organismo, promovendo a dor.
  • Glúten e leite são considerados alimentos pró inflamatórios, pode causar o aparecimento da dor. Esses alimentos possuem alto potencial alergênico e favorece o acúmulo de toxinas no organismo causando a inflamação e dor.
  • Frutas cítricas contém substâncias como a dopamina que podem desencadear crises de enxaqueca.

O jejum prolongado também é prejudicial para quem sofre de enxaqueca, pois o nível de glicose do sangue “cai” e o organismo fica sem energia para o funcionamento correto do cérebro.

Alimentos que podem prevenir e trazer efeitos benéficos na crise de enxaqueca:

  • Alimentos fontes de ômega 3. Alimentos ricos em antioxidantes esses evitam o acúmulo de toxinas no organismo e melhora a circulação exemplos: frutas vermelhas, grãos integrais, azeite, castanhas, suco uva, etc.
  • Gengibre que auxilia no alívio de náuseas que geralmente acompanha a enxaqueca.
  • Magnésio um mineral importantíssimo para várias reações de geração de energia no organismo (como processo de digestão correto dos alimentos). O magnésio também auxilia no controle da pressão arterial, evitando crises de hipertensão e dor. Além de uma adequada dieta, muitos fitoterápicos vem apresentando bons resultados um deles é a Ginko Biloba entre outros. Sempre é importante procurar um profissional para melhor adequação da dieta e melhor esclarecimento do assunto.

 

Cadastre-se Grátis no DietboxPowered by Rock Convert

Nutricionista: Elissandra Ferreira CRN3- 48441

Email: elissandra,silva.ferreira@gmail.com

Instagran @nutrielissandra

Contato: (11) 970399844

 

*O texto é de inteira responsabilidade do(a) autor(a) e não reflete a opinião da empresa. O blog é aberto caso outro(a) profissional queira escrever um contraponto.

Deixe uma resposta