Nutrição para portadores de deficiência: como se dá esse processo?

Você sabe como funciona o processo de intervenção em nutrição para os portadores de deficiência? O profissional de nutrição é muito importante para pessoas portadoras de algum tipo de deficiência, porque esse grupo de pessoas necessita ter uma alimentação balanceada para auxiliar seu estado de saúde como um todo.

Pensando em ajudá-lo a entender mais sobre como se dá o processo de acompanhamento nutricional para portadores de deficiência, selecionamos algumas informações relevantes sobre o assunto. Confira!

Entenda a nutrição para portadores de deficiência

Sabemos que todas as pessoas precisam ter uma alimentação saudável e balanceada para se manterem saudáveis. No caso dos indivíduos portadores de deficiência, essa máxima se torna ainda mais verdadeira e imprescindível.

Isso ocorre porque independentemente de qual seja a deficiência, a pessoa portadora de algum tipo de problema de saúde crônico tem de ser ainda mais vigilante com sua saúde, de modo geral, a fim de não agravar o seu quadro ou desenvolver novos problemas.

Desse modo, é vital que o portador de deficiência tenha sempre um acompanhamento nutricional que tenha em conta a sua condição física para, por meio da nutrição, evitar o agravamento da situação, impedir o desenvolvimento de determinadas mazelas e até mesmo combater certos problemas!

Monte um plano alimentar de acordo com o tipo de deficiência

O plano alimentar deve, naturalmente, considerar qual é o tipo de deficiência da pessoa, para que a alimentação seja usada como aliada no processo de cura ou de manutenção de uma condição física com mais qualidade de vida e bem-estar.

Física

No caso de deficiência física, é fundamental ter um plano alimentar que contribua para a manutenção do peso e do equilíbrio na ingestão de gorduras e açúcares. Isso porque a pessoa portadora de deficiência física têm a locomoção reduzida e, por isso, tende a engordar, acumular gordura na região abdominal e apresentar problemas de colesterol.

Cadastre-se Grátis no DietboxPowered by Rock Convert

Mental

Já se a deficiência for mental, pode ser que exista algum tipo de dificuldade na ingestão dos alimentos, de modo que o plano alimentar pode contemplar alimentos mais macios, mais fáceis de serem deglutidos, mas que ainda assim ofereçam o aporte de nutrientes necessário para o indivíduo se manter saudável e nutrido.

Nutricional

Em relação a uma deficiência nutricional, a alimentação vem para suprir o que está faltando, como nos casos de anemia, em que o ferro está muito baixo e será necessário repor esse nutriente, tanto por meio do plano alimentar quanto, talvez, por meio de uma suplementação.

Considere as particularidades de cada indivíduo

Conforme demonstramos, a deficiência pode se apresentar de diversas formas e cada uma delas merecerá um acompanhamento particularizado que analise de maneira específica a condição de cada um e, aí sim, determine o plano alimentar cabível para cada circunstância.

Vale dizer ainda que, infelizmente, em algumas situações, a deficiência não se apresenta apenas de uma forma, de modo que o nutricionista pode se deparar com um portador de deficiência física que também apresente algum tipo de deficiência mental e/ou nutricional.

Seja qual for a situação, cada condição merecerá uma anamnese completa, com análise de exames clínicos, entrevistas e histórico médico familiar para que a prescrição possa de fato ser adequada para o paciente.

Embora possa parecer desafiador para o nutricionista recém-formado se especializar nessa área, essa pode ser uma ótima oportunidade para você se destacar no mercado tão concorrido da nutrição.

Já pensou em buscar mais informações sobre a nutrição para portadores de deficiência? Continue a leitura e veja como oferecer o melhor serviço de nutrição para os seus pacientes!

Deixe uma resposta