O que é Nutrição Familiar e como atuar nessa área?

Você provavelmente já atendeu ou ainda atenderá algum paciente com queixas sobre as dificuldades de seguir um plano alimentar separado do resto da família. Principalmente para as mulheres e os homens que, normalmente, cozinham para seus filhos e cônjuges, é realmente mais difícil manter o foco ao preparar uma alimentação diferenciada dos demais membros da casa, não é mesmo? Por essa razão, a nutrição familiar vem se tornando cada vez mais popular.

Ficou curioso para saber mais sobre esse tema? Continue acompanhando o post e confira o que é nutrição familiar e como você pode começar a oferecer esse serviço para seus pacientes. Boa leitura!

O que é nutrição familiar?

A nutrição familiar é uma maneira de organizar a rotina alimentar de todos os integrantes da casa, isso após a realização de uma análise completa dos hábitos e da estrutura das refeições de cada membro. A consulta pode ser feita coletivamente ou separadamente.

É importante ressaltar que cada pessoa é diferente da outra, sob vários aspectos: pessoais, profissionais e sociais. Além de, claro, terem um metabolismo diferente. Sendo assim, embora feito para a família toda, o plano familiar respeita as necessidades — como alimentos e suplementos de que carecem com mais frequência ou restrições alimentares ― e a disponibilidade de cada integrante.

O foco do nutricionista é envolver a família inteira no planejamento alimentar para que todos se beneficiem da nova rotina de alimentação da casa. Essa também é uma forma de incentivar as crianças a se alimentarem de uma maneira mais adequada e saudável, já que o exemplo dos pais é fundamental nessa fase da vida.

Como iniciar a atuação nessa área?

Após o desenvolvimento de uma avaliação nutricional do coletivo familiar e a análise das necessidades individuais, é hora de propor um novo cardápio ― que não só combine com as preferências dos integrantes, mas que também seja prático para as funcionalidades do lar. Propor novos caminhos alimentares pode fazer bastante sucesso nessa área, pois ajuda seus pacientes a variarem o cardápio e, como consequência, terem mais chance de se manterem motivados.

Para isso, você pode oferecer itens como uma lista de compras e uma ementa familiar. Cada refeição será pensada de maneira exclusiva. Se um ou mais membros da família almoçam fora, por exemplo, podem começar a levar uma marmita para o serviço em vez de se alimentarem na rua. O horário dos exercícios também pode ser flexível, pensando na disponibilidade de cada um.

Com o objetivo de tornar essa tarefa ainda mais eficiente, existem softwares que auxiliam na criação de planilhas alimentares e, ainda, possibilitam a comunicação com seus pacientes sempre que necessário. Assim, ficará mais fácil fidelizar as pessoas que você atende, dando sempre a atenção necessária para que tirem quaisquer dúvidas.

Agora que você entendeu melhor é que a nutrição familiar e como atuar nessa área, o que acha de começar a oferecer esse serviço aos seus pacientes e envolver a família inteira na busca por uma vida mais saudável?

Gostou do nosso post? O ramo da nutrição se atualiza frequentemente, e para o profissional, é essencial manter-se sempre ciente de todas as novidades. Então não deixe de ver também nosso post sobre como manter-se atualizado na nutrição!

Deixe uma resposta