Por que fazer um programa de indicação de clientes na sua clínica de Nutrição?

Captar e fidelizar pacientes é definitivamente um dos principais desafios de uma clínica de Nutrição, concorda? A boa notícia é que, por meio de estratégias como a criação de um programa de indicação de clientes você consegue não só manter um fluxo constante no consultório, como também beneficiar àquele público que já está com você, motivando-o a manter o acompanhamento.

Mas o que exatamente é um programa de indicação de clientes, como ele pode ser estruturado e quais são as vantagens que ele traz para o nutricionista? Para responder a essas e outras dúvidas sobre o tema, continue conosco na leitura deste post!

O que é um programa de indicação de clientes?

Um programa de indicação de clientes funciona na mesma lógica de um programa de fidelidade, ou seja, aquele em que o cliente acumula pontos a cada compra e pode trocá-los depois por prêmios. A diferença é que, nesse caso, ele ganhará vantagens ao indicar o seu consultório para alguma outra pessoa — um paciente em potencial.

Por que ele é vantajoso?

Fidelizar os clientes é um dos objetivos de qualquer negócio — e, para a sua clínica de nutrição, isso não poderia ser diferente, concorda?

O programa de indicação de clientes é vantajoso justamente por se tratar de uma das formas mais eficientes e econômicas de conquistar e fidelizar clientes, afinal, sua criação não exige um aumento de gastos e nem demanda tempo.

Além disso, as indicações ainda agregam credibilidade ao seu trabalho, uma vez que nenhuma pessoa indica para outra um serviço com o qual ela não teve uma boa experiência.

Contudo, para que um cliente se lembre do seu consultório quando alguém pedir indicação, ele precisa ter boas razões para isso. Sendo assim, mantenha a excelência no atendimento e no relacionamento com o cliente.

Somente assim, sabendo que contam com o seu suporte para tirar dúvidas, obter informações e outros aspectos fundamentais para continuar o tratamento, os pacientes se tornarão propagadores do seu trabalho para amigos, familiares e, até mesmo, outras pessoas nas redes sociais.

Perfeito! Mas como implantar a estratégia e definir as recompensas? Afinal, ficar apenas torcendo para que seus clientes façam a indicação do seu trabalho não é o suficiente. Mesmo que você ofereça sempre um atendimento de qualidade, para que eles decidam de fato fazer parte do programa é preciso haver um estímulo a mais. 

Para isso, você deve montar um planejamento adequado. Como? Explicamos no próximo tópico.

Como montar um bom programa de indicação de clientes?

Faça seu programa de forma fácil e simples de aderir

O primeiro passo para qualquer ação é o planejamento, portanto, é por aqui que você deve começar. Dois fatores fundamentais para o sucesso do seu programa são o modo como ele funcionará e as recompensas para os participantes. Quanto mais claras e simples forem as regras, maior e mais eficiente será a sua adesão.

Em resumo, o programa oferece recompensas a serem recebidas pelos clientes que indicam o seu consultório para amigos — que, por sua vez, chegam de fato a ir até lá. Pense bem nos tipos de brindes que façam sentido para o seu público, como um desconto na próxima consulta, por exemplo.

Avalie e monitore o programa

Avaliar e monitorar o programa de indicações é crucial. Você deve ter o controle total de quem está indicando quem e quantos desses indicados vão, de fato, fazer algum acompanhamento com você. Sem isso, é impossível saber se a ação está dando certo ou se é preciso fazer alguma mudança no regulamento.

Além desses dois fatores, outros aspectos que merecem a sua atenção incluem:

  • a criação de um regulamento por escrito; e
  • a divulgação do programa.

Viu só como um bom programa de indicação de clientes pode alavancar os resultados do seu consultório e funcionar como uma excelente ferramenta de fidelização e relacionamento com os clientes? Considere os benefícios listados no artigo e não se esqueça de fazer um planejamento completo para garantir o sucesso da estratégia!

Por falar em relacionamento com o cliente, você já sabe qual tipo de profissional você é quando o assunto é investir em estratégias para engajar e envolver o paciente? Descubra em nosso post!

Leave a Reply