Quem congela sempre tem

Umas das melhores maneiras de não furar com o plano alimentar desnecessariamente é congelando algumas porções de alimentos como carnes, purês e vegetais.
Mas para conservar as características originais, como sabor, textura e cor, são necessárias algumas técnicas.

Grande parte dos legumes precisa passar pelo que chamamos de branqueamento. Que nada mais é, do que um pré-cozimento antes do congelamento.

Para isso, corte os legumes da forma desejada. Ferva 1 litro de água e depois vá acrescentando legumes e verduras aos poucos e cozinhe até que fiquem “al dente”. Retire a porção da água quente com uma escumadeira/peneira e jogue em uma bacia  com água e gelo (choque térmico) até que fiquem frios. Este procedimento é importante para parar o processo de cocção dos alimentos, mesmo fora do fogo. Escorrer e leve para congelar em potes ou sacos plásticos, retirando o ar.

Em média, os legumes duram 10 meses congelados, se passados por esse processo.

Melhores para congelamento: couve flor, brócolis, cenoura, vagem, chuchu, couve manteiga, milho verde, beterraba, feijões, grão de bico, lentilhas.

Abóboras, batatas e tomate são melhores na forma de purê, que devem ser congelados prontos. O mesmo vale para as carnes.

Uma dica que eu dou, é sempre fazer um pouco a mais quando já for cozinhar e congelar uma parte. Na hora que precisar sempre vai ter! o descongelamento deve sempre ser feito em GELADEIRA. Lembrando que NENHUM alimento, uma vez descongelado, deve ser congelado novamente.  Faça esses procedimentos sempre com alimentos frescos!
Por isso Planeje-se!

Débora Silveira

Nutricionista

Gostou desse conteúdo e quer saber mais? Busque por um profissional da área de Nutrição em sua cidade pelo link https://dietbox.me/pt-BR/Nutricionistas!

Nenhum pensamento

Deixe uma resposta