Como diminuir a inadimplência de pacientes? Descubra!

A inadimplência de pacientes pode prejudicar todo o andamento de um consultório. A ausência nos recebimentos impacta diretamente o planejamento financeiro e o pagamento de fornecedores, além de desequilibrar o fluxo de caixa, o que pode até causar demissões na equipe do nutricionista.

Para amenizar os prejuízos, o post de hoje traz 4 dicas úteis para manter o bom andamento de uma clínica, prevenir os atrasos nos pagamentos e garantir que os tratamentos sejam pagos em dia. Confira nossas orientações e atenda despreocupado. Acompanhe!

Aceitar diversas formas de pagamento

O indivíduo que busca por um nutricionista deseja uma relação harmônica com a saúde e com o próprio corpo. Diferente de outras especialidades que conseguem resolver o problema com uma única consulta, o trabalho do nutricionista, na maioria dos casos, envolve um acompanhamento mais demorado.

A questão financeira costuma ser fator determinante para que a pessoa possa dar início a esse procedimento e é aí que mora o risco de o consultório sofrer com a inadimplência de pacientes.

Aceitar diversas formas de pagamento é bom para o profissional em dois sentidos. Primeiro, para se prevenir dos problemas da falta de pagamento, pois o indivíduo pode contratar as consultas da maneira mais confortável para o seu orçamento. E segundo, porque a flexibilidade faz com que mais pessoas iniciem seus tratamentos, abrindo uma vantagem competitiva e saindo à frente da concorrência.

Lembrar os pacientes da proximidade dos vencimentos

Uma das causas da inadimplência é, simplesmente, o esquecimento dos boletos que estão para vencer. Pacientes com uma rotina muito atribulada ou até mesmo algum problema repentino pode deixar algumas contas passarem batidas.

Cadastre-se Grátis no DietboxPowered by Rock Convert

A tecnologia pode ser uma grande aliada na prevenção desse contratempo. O uso de softwares que otimizam a rotina do dia a dia dos consultórios de nutrição tem muitas vantagens. Uma delas é o envio automático de mensagens via e-mail ou SMS para lembrar o paciente tanto da proximidade das consultas quanto das datas de pagamento.

Ter cautela nas cobranças

Quem está devendo precisa ser cobrado. Concordamos que essa é uma situação chata, mas é possível amenizar usando os mesmos recursos citados acima, elaborando textos curtos e delicados.

Se mesmo com os lembretes o paciente não se manifestar, ele pode estar passando por um momento delicado em relação às finanças pessoais. Para aumentar a possibilidade de recebimento, é interessante que a clínica envie uma condição diferenciada para que a pessoa possa quitar a dívida, como por exemplo, um parcelamento da conta.

Realizar o controle de transações

O controle é essencial para lidar com a inadimplência de pacientes da melhor forma. Saber qual é a exata situação de cada conta em atraso é fundamental na criação de estratégias para o recebimento do saldo devedor.

A abordagem e condições oferecidas a clientes com uma semana de atraso devem ser diferentes da que será aplicada para aqueles que estão em débito há meses. Esses recursos direcionados garantem uma maior possibilidade de recebimento e o equilíbrio nas contas do consultório.

Lembre-se: a organização, o acompanhamento, a flexibilidade e as políticas de cobrança estratégica são fundamentais para diminuir a inadimplência de pacientes e garantir que o profissional trabalhe com mais tranquilidade.

Ficou com alguma dúvida ou tem alguma sugestão sobre esse assunto? Deixe um comentário e compartilhe suas opiniões conosco!

Deixe uma resposta