Custo de aquisição de clientes: o que é, como calcular e como interpretar os resultados

Acompanhar as métricas certas é fundamental para ter certeza se o seu consultório está realmente trazendo resultados de qualidade ou não. Afinal, uma atuação estratégica envolve tomar as decisões certas a partir do seu desempenho ao longo do tempo.

Também referida pela sigla CAC, a métrica de Custo de Aquisição de Clientes serve como um termômetro para a eficácia das suas ações. É um número que se refere ao quanto você gastou para adquirir os clientes que conquistou.

Nesse sentido, o custo de aquisição de clientes trata-se de um indicador bastante importante, uma vez que contextualiza os seus resultados. De nada adianta, por exemplo, atrair um volume gigantesco de clientes se você também gastou demais para isso. Ao observar essa métrica, é possível entender, de verdade, como foi o seu desempenho.

Por que é importante calcular o custo de aquisição de clientes?

O cálculo do custo de aquisição de clientes permite que você coloque os seus números sob uma ótica mais objetiva. Não basta ter resultados altos, mas também certificar-se de que eles sejam efetivos.

Vamos supor que você tenha adquirido 50% mais clientes em determinado período. Trata-se de um ótimo resultado, certo? Porém, isso é relativo.

Se olharmos para o CAC desse exemplo, percebemos que o investimento relacionado à captação de clientes aumentou 80%. De repente, dá para perceber que aquele aumento não foi tão substancial assim se considerarmos os esforços por trás dele.

É por isso que você precisa calcular o custo de aquisição de clientes em seu consultório. Esse é o melhor jeito de ter certeza se são as suas estratégias que estão gerando um desempenho superior, e não apenas mais gastos.

Como calcular o custo de aquisição de clientes?

O maior desafio em relação ao cálculo do custo de aquisição de clientes não é a conta em si, mas saber quais dados considerar ao fazer essa soma. Afinal, nem sempre temos a visão completa de todos os custos associados a esse tipo de resultado. Por isso, certifique-se de fazer uma boa análise de seus esforços e do valor de investimento que eles representam.

Você deve considerar valores como o salário da equipe, o gasto com ferramentas, aquisição de mídia, impressão de materiais, entre outros. A partir daí, chega o momento de dividir esse número pelo total de clientes adquiridos no período observado. Dessa forma, chegamos à seguinte fórmula:

Total do valor investido / Total de clientes adquiridos = CAC

Como qualquer outra métrica, vale a pena realizar um levantamento periódico do CAC para compará-lo continuamente. Assim, será possível acompanhar a sua evolução ao longo do tempo.

Como interpretar o custo de aquisição de clientes?

Tão importante quanto mensurar suas métricas de desempenho é interpretar seus números adequadamente. Qualquer erro nessa etapa pode comprometer seriamente a sua estratégia, já que você arrisca tomar decisões incorretas.

Idealmente, o custo de aquisição de clientes deve sempre ser mais baixo do que o ticket médio. Isso garantirá que você esteja sempre obtendo um retorno maior do que gasta para alcançar esse público.

Por exemplo: vamos supor que o seu consultório gaste R$ 200 para atrair um cliente, mas cada um deles gasta em média R$ 500 em seu negócio. Fica nítido, então, que os seus resultados estão saudáveis, já que você está com um CAC menor que o ticket médio.

Acompanhar as métricas certas para avaliar o sucesso do negócio é fundamental para qualquer empresa, inclusive um consultório. O custo de aquisição de clientes é apenas mais um desses números que ajudam a estruturar a sua estratégia, mas exige um olhar cuidadoso ao fazer a sua avaliação.

Obtenha mais informações estratégicas para ajudar o seu negócio a alcançar o sucesso. Cadastre o seu e-mail e comece a receber a nossa newsletter!

Cadastre-se Grátis no DietboxPowered by Rock Convert

Deixe uma resposta