Quer saber como calcular a lista de substituição de alimentos?

Um bom plano alimentar, que seja capaz de se adaptar à rotina de seus pacientes e proporcionar variedade a eles, demanda uma lista de substituição de alimentos. Afinal, ainda que todo mundo tenha suas opções prediletas de refeição, grande parte das pessoas evita a consulta a um nutricionista porque acredita que terá de comer todos os dias as mesmas coisas para obter bons resultados.

Frutas, leguminosas, cereais, oleaginosas, leites e carnes são apenas alguns dos itens cujas possibilidades de substituições tornam o cardápio semanal mais fácil e prazeroso de se seguir.

Quer saber como fazer os cálculos em seu trabalho e de quais formas você pode facilitar a tarefa diariamente? Então, continue a leitura de nosso artigo!

Determinação de equivalências e exemplos

A lista de substituição de alimentos (LSA) costuma tomar como referência as medidas da Tabela Brasileira de Composição de Alimentos (TACO). Assim, após conhecer o perfil de seu paciente, ter dados sobre seu metabolismo basal e sobre as necessidades calóricas e nutricionais dele, é possível determinar as principais equivalências.

Frutas

O café da manhã do plano alimentar tem uma porção de frutas com um pouquinho de aveia? Mostre a seu paciente que ele não precisa comer religiosamente uma banana média, por exemplo. Em vez disso, adicione uma lista de quantidade proporcional de outras frutas.

Cabem aqui 20 unidades de morango, uma fatia grossa de melancia ou uma unidade média de mexerica. A variedade, além de tornar a rotina mais saborosa, permite que sejam aproveitados os itens de cada safra.

A medida das porções, ademais, evita que haja excesso de carboidratos consumidos diariamente, nesse caso, já que frutas diferentes podem ter índices glicêmicos elevados.

Carnes

Para pacientes que não seguem padrões alimentares veganos ou vegetarianos, a lista de carnes, uma das principais fontes de proteína de uma dieta onívora, requer bastante atenção. O excesso que o paciente pode cometer, afinal, ao errar as proporções, tende a atrapalhar seus objetivos com o plano.

Um filé médio de peixe ou de frango grelhado, por exemplo, corresponderia a uma fatia menor daquela derivada de carne vermelha, rica em gorduras saturadas, com as quais se deve ter mais cautela.

Oleaginosas

Queridinhas dos lanches de muitos pacientes que têm procurado seguir um estilo de vida mais saudável, as oleaginosas são pequenas, mas bastante calóricas! Embora tragam diversos benefícios, como presença de ômega 3, vitaminas, fibras alimentares e até mesmo proteínas, especialmente a amêndoa, elas devem ser incluídas na alimentação com parcimônia.

Para cada quatro unidades de castanha-do-pará, a substituição pode ser de sete unidades de amêndoas ou avelãs. A precisão, afinal, faz diferença para o perfil de cada indivíduo.

Tecnologia para cálculo da lista de substituição de alimentos

Após determinar todos os itens do cardápio, a melhor forma de apresentá-los costuma ser montar uma lista com substituições ao lado das refeições ou ao final do planejamento.

Tendo ela em mãos ou em um dispositivo digital, o paciente pode fazer uma consulta sempre que quiser substituir um alimento. A independência e a ausência de monotonia, assim, tornam o trabalho do nutricionista muito mais bem-sucedido.

Para profissionais da área, uma boa alternativa é recorrer a aplicativos especializados, como o Dietbox, com mais de 15.000 alimentos cadastrados e facilidade para automatizar cálculos. Nele, ao fazer seu cadastro e acesso, o indivíduo atendido consegue saber a medida e o alimento ideal para determinado momento do dia.

O profissional de Nutrição, ao utilizar um software, se beneficia da agilidade e da precisão dos cálculos apresentados. Já o paciente se sente mais seguro e entusiasmado a seguir com as recomendações para alcançar suas metas de bem-estar e saúde física. No final, todos saem ganhando.

Quer saber mais sobre o Dietbox e entender de que formas você pode usá-lo para fazer a lista de substituição de alimentos, economizar tempo e fidelizar clientes? Então, entre em contato conosco!

 

Deixe uma resposta