4 benefícios da nutrição funcional para os seus pacientes

A Nutrição funcional é uma tendência cada vez mais forte. Afinal, as pessoas estão mais conscientes de uma alimentação personalizada conforme as necessidades do seu organismo. Mas, você sabe exatamente as vantagens dela para seus pacientes?

Essa vertente atua na elaboração de um plano alimentar que prioriza as individualidades bioquímicas de cada corpo, e não simplesmente na contagem macro e micronutrientes de forma generalizada. Dessa maneira, ela promove muitos benefícios. Quer saber quais são? Então, continue a leitura, pois neste post a gente conta 5 deles para você!

1. Melhora o organismo

Cada pessoa precisa de uma quantidade adequada de nutrientes e isso é muito pessoal. A Nutrição funcional considera as carências e os excessos nutricionais e procura corrigi-los por meio dos alimentos. O resultado é um organismo com bom funcionamento, que beneficia todos os órgãos. As células, por exemplo, melhoram a produção de energia aumentando o metabolismo. Fora isso, o corpo passa a receber melhor os nutrientes.

2. Fornece equilíbrio nutricional e previne de doenças

A partir de uma anamnese detalhada, em que o paciente responde sobre suas maiores queixas, é possível perceber o que está faltado e o que está sobrando em relação aos nutrientes e, a partir daí, promover o equilíbrio nutricional. Por meio dos alimentos funcionais, como probióticos, antioxidantes e suplementos (quando necessário), o paciente tem o organismo reequilibrado — e isso ajuda tanto no controle quanto na prevenção de doenças.

3. Ajuda no sistema imunológico

Ao utilizar muito o sistema imunológico, uma série de alterações ocorre no nosso corpo, como a deficiência de vitaminas e minerais, o gasto energético inadequado e a baixa na produção de energia. Tudo isso desencadeia o processo inflamatório, que tem como uma das consequências o aumento do apetite e o acúmulo de gordura.

O plano alimentar na Nutrição funcional é baseado em alimentos naturais e preferencialmente orgânicos. Sem agrotóxicos, alergênicos e aditivos químicos na alimentação, o trabalho das células do sistema imunológico é reduzido, diminuindo a inflamação crônica.

4. Elimina as toxinas

O fígado e o intestino são responsáveis por eliminar as toxinas do nosso corpo, sejam elas da alimentação ou dos resultados do próprio metabolismo. Depois de fazer a desintoxicação do organismo, o fígado manda essas substâncias para o intestino terminar o trabalho. Contudo, se, ao chegar ao intestino, ele estiver ocupado com grande quantidade de fezes e restos alimentares mal digeridos, as toxinas voltam a circular e o fígado tem que fazer o trabalho todo novamente, sendo sobrecarregado.

Com a Nutrição funcional, o organismo tem um bom funcionamento como um todo, incluindo uma melhor digestão e trânsito intestinal. Sendo assim, as toxinas conseguem ser eliminadas com eficiência — e aqui ocorre a desintoxicação do corpo. O nutricionista funcional pode atuar em diversas áreas, como no atendimento nutricional em clínicas e consultórios, na prescrição de planos alimentares hospitalares e em conjunto com a Nutrição esportiva.

Por tudo isso já dá para perceber o quanto a Nutrição funcional pode ser um diferencial no seu atendimento, não é mesmo? Com um plano alimentar personalizado e que atenda as necessidades nutricionais de forma individualizada, os pacientes têm resultados mais visíveis, como maior disposição e bem-estar, e isso é uma grande satisfação profissional.

Quer saber mais sobre nutrição funcional? Então, aproveite que está por aqui e descubra 4 dicas sensacionais para uma alimentação funcional!

Leave a Reply