Você sabe como calcular massa muscular dos pacientes?

Avaliar a composição corporal é uma peça chave na rotina do profissional de Nutrição. Através de uma boa avaliação, é possível determinar a massa muscular — um importante parâmetro para se compreender o estado de saúde do seu paciente.

Antes de planejar a melhor avaliação é preciso saber que existem duas maneiras de medir a massa magra. A primeira delas é por fórmulas específicas e a segunda por meio tecnológico, com a utilização de equipamentos voltados para a otimização da avaliação física.

Hoje vamos falar de cada uma dessas maneiras. Ficou curioso e não sabe como calcular a massa muscular? Então não deixe de conferir essa matéria até o fim!

Fórmulas para cálculo

O cálculo da massa muscular pode ser feito pela avaliação das dobras cutâneas e também pela fórmula da área muscular do braço. Vamos falar de cada uma delas a seguir.

Dobras cutâneas

Esse é um método de avaliação utilizado por muitos nutricionistas para verificar o percentual de gordura corporal. Para utiliza-lo existem diversos protocolos. Um deles, é através da fórmula de Pollock, onde se usa a medida 7 de dobras cutâneas, que são:

  • tricipital;
  • subescapular;
  • peitoral;
  • axilar Média;
  • abdominal;
  • suprailíaca;
  • coxa.

Tendo a medida dessas pregas você irá calcular a densidade corporal (DC) pela seguinte fórmula:

  • DC (g/cm³) =1,112-0,00043499 x (soma 7 Dobras) + 0,00000055 x (soma 7 Dobras) x 2 – 0,00028826 x (Idade)

Com esse valor, você irá calcular o percentual de gordura corporal (G%) do seu paciente da seguinte forma:

  • G% = [(4,95 / DC) – 4,50] x 100

O seu percentual de gordura representa a parcela do seu peso que é composto por massa gorda. Para achar a massa magra, é necessário subtrair a massa gorda do peso total.

Área muscular do braço

Nesse método precisamos de três outras medidas além da estatura — a circunferência do braço (CB), a área muscular do braço (AMB) e a prega cutânea tricipital (PCT).

Com os valores da CB e PCT é possível encontrar a AMB. Para isso você deve utilizar a versão corrigida da fórmula para mulheres e para homens, como descrito a seguir:

  • AMB para mulheres = [CB (mm) – (π x PCT)]² / 4π – 6,5
  • AMB para homens = [CB (mm) – (π x PCT)]² / 4π – 10,0

Não se esqueça que o valor de π é 3,14!

Cadastre-se Grátis no DietboxPowered by Rock Convert

Tendo o valor de AMB, você poderá achar enfim, o percentual de massa muscular através da seguinte fórmula:

Massa Muscular (kg) = Estatura (cm) x [0,0264 + (0,029 x AMB)]

Pronto, realizando esses cálculos você saberá quantos kg do peso do seu paciente representa a massa muscular.

Tecnologia

Equipamentos como o a bioimpedância e a densitometria por emissão de raios x de dupla energia (Dexa) podem realizar a avaliação da composição corporal de maneira fácil e rápida. Para quem não sabe como calcular a massa muscular por fórmulas, essas são boas opções. Confira!

Bioimpedância

A bioimpedância fornece informações sobre a massa livre de gordura — músculo, ossos, pele, órgãos — e também sobre a massa gorda. As versões tetrapolares do equipamento permite avaliar a composição corporal de cada membro do corpo.

É importante considerar que indivíduos com marca-passo não podem utilizar o equipamento. Essa avaliação também requer uma série de cuidados que você deve informar ao seu paciente no momento de marcação da consulta. Apesar disso, é um método de baixo custo que pode ser implementado no seu consultório.

Dexa

A Dexa é considerada o padrão ouro de avaliação da composição corporal. Trata-se de um exame não invasivo e rápido. Ele consegue avaliar diretamente todos os compartimentos corporais como massa magra, massa gorda, massa óssea e água. No entanto, esse procedimento, geralmente, não é adotado na prática clínica por seu alto custo.

Como você pode ver, existem diversas opções para avaliar a massa magra. Para quem não tem familiaridade sobre como calcular a massa muscular, com a utilização de fórmulas, a bioimpedância pode ser uma boa saída.

Existem softwares voltados para nutricionistas que realizam facilmente os cálculos a partir das medidas antropométricas, otimizando o seu trabalho.

Gostou dessas dicas e quer melhorar ainda mais a sua prática clínica? Então confira o nosso e-book sobre como melhorar a sua relação com os seus pacientes.

Deixe uma resposta