Como deve ser desenvolvido um plano alimentar para atletas?

Desenvolver um plano alimentar para atletas é uma tarefa que deve ser executada com todo o cuidado e atenção. O nutricionista deve levar em conta vários pontos-chave, uma vez que a alimentação adequada e nos momentos certos é de extrema importância para o desempenho em qualquer atividade física.

É justamente pensando na relevância desse tema que, no post de hoje, abordaremos os principais fatores a serem observados pelos profissionais na hora de criar um bom plano alimentar para atletas de alto desempenho, falando também sobre os objetivos da nutrição esportiva ao atuar junto do atleta. Vamos lá?

A importância da alimentação durante o esporte

Você, como nutricionista, sabe melhor do que ninguém que uma alimentação equilibrada e saudável é essencial para manter o bom funcionamento do corpo, longevidade e qualidade de vida.

Essa importância da alimentação se estende também para o âmbito dos esportes, e é possível dizer que treinamento e nutrição esportiva caminham lado a lado.

Quando o assunto é potencializar o desempenho durante as atividades físicas, dificilmente o atleta (seja amador, seja de alto desempenho) conseguirá conquistar tal objetivo caso os alimentos necessários para fazer com que o corpo aguente o desgaste dessas atividades não sejam consumidos.

Com isso já claramente provado, é preciso fazer com que os atletas estejam cientes de que, em conjunto com seu potencial genético e a eficácia de seus treinamentos, ter em mãos um plano alimentar desenvolvido especialmente para eles é um fator fundamental para o sucesso e bom desempenho.

Quais são os pontos fundamentais do plano alimentar para atletas

Esporte praticado

Associar de modo correto a alimentação ao tipo de esporte praticado pelo atleta vai influenciar diretamente no alcance de suas metas.

Isso porque cada atividade tem objetivos diferentes e requer esforços distintos, sendo assim, a escolha dos alimentos corretos precisa ser feita com cautela e combinando com o tipo, intensidade e duração das práticas exercidas, interferindo na qualidade da execução e até mesmo na recuperação do atleta.

Peso e altura

Quando um nutricionista monta um plano alimentar, este deve estar baseado principalmente nas características do paciente, como peso e altura. O mesmo acontece com o plano desenvolvido para esportistas, já que a quantidade e os tipos de alimentos devem ser escolhidos de modo a suprir todas as demandas do atleta antes, durante e depois da prática de atividade de acordo com seu corpo.

Horários em que a alimentação deve ser feita

No plano alimentar para atletas é fundamental destacar os horários adequados de cada refeição, salientando quais alimentos devem ser consumidos antes, durante e depois do treino.

Um atleta de musculação, por exemplo, precisa consumir alimentos ricos em carboidratos antes do treino, de modo a adquirir a energia necessária para a prática e evitar o desgaste muscular.

A depender da intensidade da prática, pode ser indicado ingerir bebidas desportivas com carboidratos durante a atividade e, após o término, é fundamental consumir alimentos proteicos e ricos também em carboidratos (como a vitamina de frutas), de modo a repor o glicogênio muscular gasto ao longo da atividade.

Como você pode perceber, essa é uma tarefa que requer do nutricionista todo o cuidado e atenção. É somente seguindo uma alimentação adequada (e nos momentos certos que o atleta pode conseguir desempenhos ainda melhores em suas atividades, atuando em conjunto com a nutrição esportiva.

Cadastre-se Grátis no DietboxPowered by Rock Convert

Para que um bom plano alimentar para atletas seja executado da melhor forma possível, contar com a ajuda de programas de nutrição criados para otimizar o trabalho do nutricionista em seu consultório pode fazer toda a diferença.

E então, gostou do conteúdo de hoje? Se você deseja se aprofundar ainda mais no tema, não deixe de conferir agora mesmo nosso artigo sobre a carreira na nutrição esportiva!

Deixe uma resposta