Qual Whey Protein eu devo escolher?

Há tempos o que se ouve, sobretudo em academias, é que para o emagrecimento deve ser utilizado Whey Protein isolado e para hipertrofia Whey Protein concentrado. Como se o fato dele ser concentrado ou isolado fosse determinar os seus resultados ou como se os seus resultados dependessem necessariamente do uso de suplementação.

É importante que fique claro que a suplementação não é fundamental para o alcance dos seus resultados, ela pode ser uma aliada da alimentação, mas não é crucial. Então sim, você pode hipertrofiar ou emagrecer sem tomar whey protein. De forma simplória, o que vai direcionar os seus resultados é a união de treinamento intenso e adequado, sono revigorante e uma alimentação voltada para o seu objetivo. 

Mas se tratando do whey protein, ele é um suplemento de proteína em pó, proveniente da proteína do soro do leite, que possui alguns diferenciais no mercado que vão desde um perfil de aminoácidos completo e em grande quantidade, inclusive em concentrações de BCAAs ( aminoácidos ramificados: Valina, Leucina e Isoleucina), sendo a Leucina um grande estimulador da mTOR (proteína quinase responsável pela síntese proteica, em resumo), quanto o fato de que o whey possui proteína pequena, o que lhe confere fácil digestão e absorção. 

Tipos de Whey Protein e suas características:

No mercado, pode-se encontrar o whey nas formas Concentrada, Isolada e Hidrolisada. A sua forma concentrada (WPC) possui carboidrato (a lactose), proteína (cerca de 35 a 85%), lipídeos e micronutrientes, e é uma opção mais barata comparada às outras. Por sua vez, a forma isolada (WPI), passa por um processo de microfiltração, o que garante uma quantidade maior de proteína (> 85%) e remove a lactose (<1%) e gordura, é a forma considerada 100% livre de “impurezas”. E por fim, tem a forma hidrolisada (WPH), que pode ser tanto Concentrada Hidrolisada (WPCH) quanto Isolada Hidrolisada (WPIH), o que define ela ser uma proteína hidrolisada é o processo de quebra de proteínas em tamanhos ainda menores, facilitando o processo de digestão. É uma opção ideal para indivíduos com alterações digestivas, no entanto possui um preço superior aos demais devido a sua forma hidrolisada.

A diferença entre eles está na questão digestiva, pois o risco de indisposição gastrointestinal do isolado é menor (avalie a sua necessidade com o seu nutricionista). Sendo assim, o que fica claro é que não necessariamente o whey precisa ser isolado ou hidrolisado, as três opções são ótimas, devendo avaliar qual vai ser mais viável para você (desde aspectos financeiros à nutricionais). Alguns pontos importantes a serem lembrados é que para intolerantes à lactose o ideal é buscar opções que sejam isentas de lactose, e que é fundamental buscar opções sem corantes, com adoçantes e emulsificantes naturais, para qualquer indivíduo que venha a fazer uso dessa suplementação.

Por conta dos mitos encontrados acerca desse suplemento por aí e por toda uma questão de adequação alimentar, é importante procurar um nutricionista para que seja feita uma avaliação individual que vai determinar a necessidade ou não da suplementação e sendo necessária, qual o mais adequado para você, além de porção e momento de uso.

Nutricionista: Thalita Sena

CRN: 13146/P

Facebook: Thalita Sena

Instagram: @thalitasena

Linkedin: Thalita Sena https://www.linkedin.com/in/thalita-sena-nutricionista/

Site: http://www.thalitasena.com.br

E-mail de Contato: contato@thalitasena.com.br ou thalitasena27@hotmail.com

*O texto é de inteira responsabilidade do(a) autor(a) e não reflete a opinião da empresa. O blog é aberto caso outro(a) profissional queira escrever um contraponto.

Cadastre-se Grátis no DietboxPowered by Rock Convert

Deixe uma resposta