Dia Mundial da Osteoporose

A osteoporose é uma condição na qual os ossos perdem progressivamente sua densidade mineral, ficando mais porosos, e com isso, aumentando o risco de fraturas. É importante salientar que os ossos passam por constantes processos de renovação, ou seja, possuem células responsáveis pela absorção de áreas envelhecidas, e outras responsáveis pela mineralização novamente. Esse processo permite a reabilitação dos ossos também quando ocorre alguma fratura. Entretanto, com o passar dos anos a absorção acaba preponderando sob a mineralização, resultando em ossos mais porosos, fracos e sem resistência.

Normalmente a osteoporose é relacionada com o envelhecimento, e pode se manifestar em ambos os sexos. Entretanto, ela pode ser mais prevalente no sexo feminino especialmente pós menopausa, devido à redução na produção de estrógeno. Dados de 2019 apontam que cerca de 200 milhões mulheres sofrem de osteoporose no mundo todo, e pode causar cerca de 8,9 milhões de fraturas ao ano – em ambos sexos.

Fatores de risco para osteoporose

Existem alguns fatores de risco que podem predispor a osteoporose, tais como:
– Histórico familiar da doença;
– Deficiência na produção de hormônios;
– Alimentação pobre em Cálcio e Vitamina D;
– Baixa exposição ao sol;
– Inatividade física;
– Imobilização prolongada;
– Patologias (reumatológicas, endócrinas…);
– Tabagismo;
– Consumo de álcool.

Para garantir uma boa alimentação contra a prevenção da osteoporose, é importante incluir alimentos ricos em cálcio, tais como o leite, queijos e iogurtes. Além disso, podem ser recomendados alguns suplementos de Cálcio e Vitamina D para auxiliar na manutenção da massa óssea. A prática de atividades físicas também se torna essencial quando o assunto é prevenção: musculação, andar de bicicleta, caminhar ou correr são exercícios importantes para manter o tônus muscular e contribuir para a remineralização óssea, tornando os ossos mais fortes.

Por fim, é importante salientar sobre as quantidades de ingestão de Cálcio recomendadas. Para homens e mulheres adultas, a recomendação é de 1.000mg/dia. Quando falamos em um aumento de idade, por exemplo, mulheres com mais de 50 anos ou homens com mais de 70 anos, a recomendação aumenta para 1.200mg/dia.

Cadastre-se Grátis no DietboxPowered by Rock Convert

Deixe uma resposta