Comer intuitivo: o que é e como pode te ajudar

Recentemente, a nutrição vem ganhando mais espaço com abordagens comportamentais e menos restritivas. Nesse cenário, muito se fala sobre o comer intuitivo, mas o que especialmente significa isso?

O comer intuitivo nada mais é que uma abordagem que visa ensinar as pessoas a terem uma relação mais saudável com a comida. A ideia é que as pessoas aprendam a escutar seu corpo e desenvolver habilidades para distinguir sensações físicas e emocionais que giram em torno do comer. 

Três pilares do comer intuitivo

Nessa abordagem são trabalhados três pilares principais, são eles: 

  • Permissão incondicional para comer;
  • Comer para atender as necessidades fisiológicas e não emocionais;
  • Seguir os sinais internos de fome e saciedade.

Dessa forma, apresentamos os 10 passos para o comer intuitivo:

  1. Rejeitar a mentalidade de dieta:

Significa deixar de lado dietas prontas e restritivas, dando espaço para você mesmo decidir o que comer, quando comer e a quantidade a ser ingerida.

  1. Honrar a fome:

Representa que devemos ouvir as necessidades do nosso corpo e confiar nestes sinais, comendo numa quantidade que satisfaça a sua fome. 

  1. Fazer as pazes com a comida:

Defende que é necessário deixar de lado as listas de alimentos proibidos e permitidos, evitando entrar em exageros posteriormente.

  1. Desafiar policial alimentar:

Defende o abandono de pensamentos de culpa e julgamento, evitando a ideia de tudo ou nada.

  1. Sentir a saciedade:

Traz a ideia de que é preciso comer com atenção e calma, aprendendo a prestar atenção aos sinais de saciedade.

  1. Descobrir o fator de satisfação:

É fundamental comer aquilo que lhe satisfaz e para isso é preciso fazer as pazes com a comida. 

  1. Lidar com as emoções sem usar a comida:

É preciso encontrar outras maneiras de resolver suas questões sem o comer emocional, evitando descontar na comida suas frustrações.

  1. Respeitar o próprio corpo:

Criando metas realistas e respeitando seu corpo, você consegue de fato mudar. 

  1. Se exercitar – sentindo a diferença:

Também deve ser intuitivo, fazendo o que te deixa mais feliz e não por obrigação e julgamentos sobre o seu corpo.

  1. Honrar a saúde – Nutrição gentil

A abordagem do comer intuitivo não invalida nenhuma recomendação nutricional, mas a ideia é que a alimentação seja leve e saudável, contemplando a saúde mental e física. 

Pode não ser uma tarefa fácil abandonar a mentalidade de dieta e iniciar um caminho intuitivo, dessa forma é muito importante que você busque um profissional com essa abordagem para lhe orientar da melhor forma possível. 

No Dietbox você encontra a busca por nutricionista, e poderá encontrar na sua região um profissional que trabalhe com nutrição comportamental. 

Cadastre-se Grátis no Dietbox

Deixe uma resposta